27/05/2020

198 métodos de ação não violenta

Compartilhado por: Roberto Smera


A pedido do professor Olavo de Carvalho no último hang-out do terça livre, eis a tradução livre dos 198 métodos de ação não violenta, conforme descrito no site http://www.aforcemorepowerful.org/re…/nonviolent/methods.php
“198 métodos de ação não violenta. Os praticantes da luta não violenta têm todo um arsenal de “armas não-violentas” à sua disposição. Abaixo estão listadas 198 delas, classificados em três grandes categorias: protesto não-violento e persuasão, não-cooperação (social, econômica e política), e intervenção não-violenta. A descrição e os exemplos históricos de cada um podem ser encontrados no volume II da obra “A Política de Ação Não Violenta” de autoria de Gene Sharp.”
Métodos de protesto e persuasão não-violentos:
As declarações formais
1. discursos públicos
2. As cartas de oposição ou apoio
3. As declarações de organizações e instituições
4. declarações públicas assinadas
5. As declarações de acusação e intenção
6. Grupo ou petições em massa
As comunicações com um público mais amplo
7. Slogan, caricaturas e símbolos
8. Banners, cartazes, e as comunicações apresentadas
9. Folhetos, panfletos e livros
10. Jornais e revistas
11. Gravações de áudio, rádio e televisão
12. Shows aéreos escritos com fumaça e desenhos no chão em grandes dimensões
Grupos de Representações
13. Delegações
14. Atos de premiações com zombaria
15. Agrupamentos
16. Colocações de estacas
17. Atos simbólicos de zombaria de eleições;
18. Mostra de bandeiras e cores simbólicas;
19. Uso de símbolos;
20. A oração e adoração
21. Entrega de objetos simbólicos
22. Protesto usando nudez;
23. Destruição de propriedade;
24. Luzes simbólicas
25. Mostra de retratos
26. Pinturas como protesto
27. Novos sinais e nomes
28. Sons simbólicos
29. Reclamações simbólicas
30. Gestos rudes
Pressões sobre Indivíduos
31. Assustar funcionários
32. Insultar funcionários;
33. Confraternização
34. Vigílias Teatro e Música
35. Esquetes cômicos e brincadeiras
36. Performances de peças de teatro e música
37. Cantar em procissões
38. Marchas
39. Desfiles
40. Procissões religiosas
41. Peregrinações
42. Cotejos em honra aos mortos
43. Luto Político
44. Simulação de funerais
45. Funerais Demonstrativos
46. Homenagem em locais de enterro e Assembleias Públicas
47. Assembleias de protesto ou de apoio
48. Reuniões de protesto
49. Reuniões Camufladas de protesto
50. Aulas de zombaria simuladas
Retirada e Renúncia
51. Caminhadas
52. Silêncio
53. Honras de renúncia
54. Dar às costas;
Métodos de não-cooperação social
Ostracismo de Pessoas
55. Boicote social
56. Boicote social seletivo
57. Excomunhão
59. Interdição
Não-cooperação com eventos sociais, alfândegas e instituições
60. Suspensão de atividades sociais e esportivas
61. Boicote dos assuntos sociais
62. Greve estudantil
63. Desobediência social
64. Retirada de instituições sociais
Retirada do sistema social (ausência da sociedade)
65. Manter-se em casa
66. não-cooperação pessoal total
67. “Voo” de trabalhadores
68. Santuário
69. Desaparecimento coletivo
70. Protesto de emigração (hijrat)
Os Métodos de não-cooperação econômica: Boicotes econômicos
Ações por parte dos consumidores
71. Boicote de consumidores
72. Não-consumo de bens boicotados
73. Política de austeridade
74. Renda retida na fonte
75. Recusa a alugar
76. Boicote dos consumidores nacionais
77. Boicote internacional dos consumidores
Ações por trabalhadores e produtores
78. Boicote de acidentes de Trabalho
79. Boicote de Produtores
Ação por intermediários
80. Boicote de Fornecedores/Manipuladores
Ação por proprietários e Gestores
81. Boicote de comerciantes
82. Recusa de vender ou não vender imóveis
83. Afastamentos
84. Recusa de assistência industrial “Greve geral”
Ação por titulares de Recursos Financeiros
85. Greve geral de comerciantes
86. A retirada de depósitos bancários
87. Recusa de pagamento de taxas, direitos e avaliações
88. Recusa de pagamento de dívidas ou juros
89. Rompimento de fundos e de crédito
90. Recusa de receita
91. Recusa de dinheiro do governo
A ação dos governos
92. Embargo doméstico
93. “Blacklisting” dos comerciantes
94. Embargo de vendedores internacionais
95. Embargo dos compradores internacionais
Os Métodos de não-cooperação econômica: A greve
As greves simbólicas
96. Greve
97. Greve relâmpago
98. Greves agrícolas
99. Greve de camponeses
100. Recusa de trabalho por pressão
As greves dos Grupos Especiais
101. Recusa de trabalho pressionado
102. Greve de prisoneiros
103. Greve de artesãos
104. Greve Profissional
Greves industriais banais
105. Greve em estabelecimentos
106. Greve da Indústria
107. Greve de simpatizantes
Greves restritas
108. Greve detalhada
109. Greve de brinde
110. Diminuição da produção pessoal
111. Trabalho-a-regra greve
112. Simulação de enfermidade
113. Greve por renúncia
114. Greve Limitada
115. Grreve seletiva
Greves Multi-Indústria
116. Greve generalizada
117. Greve geral
Combinação de greves e fechamentos Económicos
118. Hartal
119. Desligamento econômico
Os Métodos de não-cooperação política
Rejeição da Autoridade
120. Retido na fonte ou a retirada de fidelidade
121. Recusa de apoio público
122. Literatura e resistência discursos defendendo
Não cooperação dos cidadãos com o Governo
123. Boicote dos órgãos legislativos
124. boicote das eleições
125. Boicote de emprego e posições de governo
126. Boicote dos departamentos governamentais, agências e outros organismos
127. Retirada de instituições educacionais do governo
128. Boicote das organizações apoiadas pelo governo
129. Recusa de assistência aos agentes de execução
130. Remoção de sinais e marcadores próprios
131. Recusa em aceitar funcionários nomeados
132. Recusa de dissolver as instituições existentes
Alternativas dos cidadãos à obediência
133. Cumprimento relutante e lento
134. Não obediência na ausência de supervisão direta
135. Não obediência popular
136. Desobediência disfarçada
137. Recusa de uma assembléia ou reunião para dispersar
138. Sentar-se
139. Não-cooperação com o serviço militar obrigatório e deportação
140. Esconder, evacuação e identidades falsas
141. Desobediência civil de leis “ilegítimos”
A acção do Governo Pessoal
142. Recusa seletiva de assistência por assessores do governo
143. Bloqueio de linhas de comando e informações
144. Paradas e obstruções
145. Não-cooperação administrativa Geral
146. Não-cooperação judiciária
147. Ineficiência deliberada e não-cooperação seletiva por agentes de execução
148. Motins
Ação Governamental doméstica
149. Evasivas e atrasos quasi-legais
150. Não cooperação por unidades governamentais constituintes
151. Mudanças nas representações diplomáticas e outros
152. Atraso e cancelamento de eventos diplomáticos
153. Recusa de reconhecimento diplomático
154. Rompimento das relações diplomáticas
155. Retirada de organizações internacionais
156. Recusa de participação em organismos internacionais
157. Expulsão de organizações internacionais
Os métodos de intervenção não-violenta
Intervenção Psicológica
158. Auto-exposição aos elementos
159. O rápido
a) rápida de pressão moral
b) Greve de fome
c) Satyagrahic rápido
160. Julgamento reverso
161. Assédio não violento
Intervenção Física
162. Sentar-se
163. Levantar-se
164. Correr
165. Caminhar
166. Vadiar
167. Orar
168. Invasões não-violentas
169. Ataques aéreos não-violentos
170. Invasão;
171. Interjeição não-violenta
172. Obstrução não-violenta
173. Ocupação não-violenta
Intervenção Social
174. Estabelecimento de novos padrões sociais
175. Sobrecarga de instalações
176. Paradas
177. Quedas
178. Guerrilhas simuladas
179. Instituições sociais alternativas
180. Sistema de comunicação alternativa
Intervenção Econômica
181. Greve reversa
182. Greve de permanência
183. Confisco não violento de terras
184. Desafiar bloqueios
185. Falsificação politicamente motivada
186. Compras peremptórias
187. Apreensão de ativos
188. Dumping
189. Patrocínio seletivo
190. Mercados alternativos
191. Sistemas de transporte alternativos
192. Instituições econômicas alternativas
Intervenção política
193. Sobrecarga dos sistemas administrativos
194. Identidades/divulgação de agentes secretos
195. Encarceramento deliberado
196. Desobediência civil das leis “neutras”
197. Trabalhar sem colaboração
198. Dupla soberania e governo paralelo